Seguir

O que são profissionais debitáveis e não debitáveis?

As empresas de serviços podem dividir suas equipes em dois grupos: debitáveis e não debitáveis. Isso é feito para diferenciar as pessoas que trabalham diretamente engajadas na prestação de serviços das demais envolvidas principalmente nas atividades de suporte como administrativo, marketing e financeiro, por exemplo.

 

Debitáveis: são os profissionais que apontam horas nos projetos e/ou têm suas horas cobradas diretamente de clientes. Abaixo alguns exemplos de funções debitáveis:

Exemplos_de_empresas.png

Não debitáveis: são os profissionais que não precisam lançar timesheets e portanto acabam compondo o grupo de despesas operacionais (overhead) da empresa. O custo desses profissionais é remunerado indiretamente pelos clientes. Por exemplo: equipe financeira, suporte, recepcionista

Como escolher quem é debitável e quem não é?

Algumas funções são muito fáceis de classificar como debitáveis ou não debitáveis mas para outras podemos ouvir respostas totalmente diferentes. Por exemplo o atendimento é debitável? E os sócios?

O fato é que as empresas podem escolher dividir a equipe nessas categorias de formas diferentes de acordo com sua cultura ou forma de trabalho.

 

Existem empresas que optam por ter um ou mais sócios como pessoas não debitáveis. Já para outras isso seria impensável pois são justamente os sócios que trazem uma parte importante da receita pelos seus valores/hora mais elevados.

 

Um ponto importante para pensar na hora dessa decisão é que quanto mais profissionais tiverem horas debitáveis (e que efetivamente sejam cobradas dos clientes) maior será a diluição do overhead. No sentido oposto, quanto maior for a quantidade de pessoas no overhead (e as suas remunerações) o valor/hora a ser cobrado dos profissionais debitáveis terá que ser consideravelmente maior para remunerar a estrutura da empresa.

 

Qual deve ser a proporção de pessoas debitáveis sobre o total? 

Apenas para referência, o percentual de empregados debitáveis nas empresas de serviços nos EUA tem oscilado entre 70% e 75% de 2010 a 2014 (fonte: estudo Service Performance Insight, Fev/2015). Ou seja uma empresa com 100 pessoas tem aproximadamente 70 a 75 pessoas debitáveis e o restante são não debitáveis.

De qualquer forma não é muito recomendável ter um percentual de pessoas debitáveis superior a 80%. Não devemos esquecer que a parte operacional da equipe tem importância para manter a estrutura funcionando, seja na parte de vendas e marketing, TI e infraestrutura, contratos e financeiro por exemplo. 

0 Comentários

Artigo fechado para comentários.
Powered by Zendesk