Seguir

Rotatividade de Pessoal (Employee Turnover)

A rotatividade de pessoal (Employee Turnover) é um indicador interessante para qualquer empresa. Esse número dá uma noção de qual é a velocidade com que ocorre a troca de profissionais na equipe.

Se por um lado a renovação da equipe é natural e até saudável, por outro pode trazer uma série de custos e problemas para a empresa.

Por isso esse indicador deve ser monitorado e controlado.

 

Existem diferenças com relação aos motivos dos desligamentos que podem trazer informações relevantes para a empresa.

 

Desligamentos Voluntário x Involuntário – Há uma diferença significativa entre os desligamentos voluntários que ocorrem por iniciativa do colaborador e os involuntários por parte da empresa.

Os desligamentos voluntários fazem parte da vida das pessoas e empresas. Contudo quando ocorrem em quantidade elevada em especial os de profissionais qualificados devem ser estudados pois podem ter motivos recorrentes que precisam ser tratados. Algumas possibilidades são falta de plano de carreira clara, problemas no ambiente de trabalho, falhas da liderança ou reconhecimento. Entrevistas de desligamento são uma boa forma para obter essas informações.

Os desligamentos por decisão da empresa também são necessários e podem servir como um mecanismo de renovação e melhoria da equipe. Ainda assim um número desses desligamentos podem significar um problema no processo de contratação, por exemplo.

 

Posições de Alta ou Baixa Capacitação – Posições de capacitação mais baixa normalmente podem ser substituídas com mais facilidade trazendo impactos relativamente pequenos. Essa maior facilidade faz com que haja menos incentivo para que a empresa tente reter esses colaboradores o que faz com que a rotatividade seja mais alta nesses casos.

 

Custos

 

Especialmente nos casos de desligamentos voluntários para posições de alta capacitação vão existir custos que podem ser significativos para a empresa. Além dos custos diretos (anúncio de vaga, consultoria de recrutamento) existirão custos indiretos (tempo para entrevistas, treinamento do novo funcionário, impacto em projeto) e alguns intangíveis como perda de histórico e a qualidade no relacionamento com algum cliente importante.

 

Qual é o número adequado?

 

Cada empresa tem a sua própria rotatividade de pessoal que depende de fatores como área de atuação, localização geográfica, condições de mercado, ambiente de trabalho e cultura.

O importante é existir um trabalho constante para buscar motivos, em especial das saídas voluntárias na companhia para minimizá-los.
Para isso o trabalho se inicia com entrevistas de desligamento, mas é muito mais abrangente de deve buscar a criação de uma cultura na empresa que construa um ambiente de trabalho agradável, desafiador e onde haja remuneração adequada e reconhecimento profissional. Não é tarefa fácil, mas é altamente compensadora.

 

Forma de cálculo

 

A rotatividade é indicada em porcentagem e pode ser calculada de algumas formas diferentes, mas no Taskrow adotamos a seguinte fórmula:

 

                                                               Desligamentos 

Rotatividade de pessoal (%) =                                                     x 100

                                                   Média de headcount no mês

 

 

Por exemplo, se no início de um mês a empresa tinha 20 colaboradores e no final do mês 30 teve uma média de 25 colaboradores. Com a saída de 2 pessoas a rotatividade nesse mês terá sido de 8% ou seja 2/25*100 = 8%.

0 Comentários

Artigo fechado para comentários.
Powered by Zendesk